Vai passar

Quase 400 dias de pandemia e um isolamento que transcende as paredes da minha casa. É uma solidão da alma, que dói em cada célula do corpo.

Quem nunca se pegou pensando em como viviam as pessoas que estavam atravessando grandes momentos históricos? Eu sempre me perguntava se elas se davam conta do que estavam vivendo ou se apenas seguiam vivendo um dia de cada vez. Bem, falo por mim, hoje eu sou essa pessoa. sei que atravesso um

Primeira carta de 2020 para os passarinhos

Das coisas que fazem meu dia - qualquer dia, até os piores - melhorar 127% (talvez mais) são, não necessariamente nesta ordem: quando Benjamim larga o que está fazendo (geralmente o iPad com algum filme/jogo), pula na minha cama, me abraça apertado e diz que me ama (sim, ele é fofo assim e sim, ele faz isso quase todos os dias, algumas vezes mais de uma vez por dia); ou quando ele fica todo falante, querendo conversar sobre tudo e todas as curiosidades do mundo

O primeiro Natal vivendo em outro país

Cascais, Portugal, 25 de Dezembro de 2018.

Agora são exatamente 17:56. Marcelo está na cozinha preparando o jantar enquanto Benjamim assiste um filme que, teoricamente, era para Nina (porque ela escolheu, mas correu para cozinha quando o pai perguntou: "quem quer ajudar o papai a fazer o jantar?" Joaquim, claro, foi também!)

Quero falar sobre ontem, quando iniciamos nossas comemorações natalinas

São João, acende a fogueira do meu coração (festa junina escolar de 2017)

Vivemos em Natal/RN, sou daqui mesmo, do interior do estado, na verdade, mas já me considero natalense de coração porque foi aqui que vivi a maior parte da minha vida.

Chegou junho, mês dos arraiás, comidas típicas, chumbinhos, muito forró e alegria! Só um nordestino entende esse amor ao mês junino. O coração arde de paixão tal qual as fogueiras espalhadas pelas frentes das casas. É muito lindo ver e viver tudo isso (a g

Cinema com meu Ben

Ontem foi um dia atípico, fugimos da rotina, eu e Benjamim. Era sexta-feira, dia de trabalho, estudo, aula e a correria toda, mas apertei o "pause" e convidei meu Ben pra ir ao cinema comigo.

Você acordou por volta das nove e pouco, não estava muito afim de conversa, desceu para tomar café da manhã e foi quietinho com seu leite para a brinquedoteca. Deixei você tomar seu leite sosse