Oi, 2020! (A dura e frustrante realidade das metas não alcançadas)

Todo ano novo e aquela super esperança de que tudo será diferente. Diferente como, especificamente? Os mil planos serão apenas planos, os sonhos serão apenas sonhos se eu não entrar em ação e continuar agindo com persistência dia após dia. É assim que as mudanças acontecem: agindo! Não é tão romântico como nos pensamentos, muitas vezes é cansativo e dá vontade de desistir, mas é a realidade.

5 meses morando em Portugal (valeu a pena?)

Amanhã completo cinco meses morando em Portugal. Parece pouco, né? Mas nesse tempo vivi uma vida inteira. Para mim, esse lance de tempo cronológico rola mais quando o assunto é relacionado a compromissos, tipo reuniões, coisas de trabalho, consultas médicas, etc, etc... Aliás, sou até bem pontual! Pontualidade, para mim, é sinônimo de respeito com o outro. Mas voltando ao assunto, eu sou mais movida pelo tempo psicológico, aquele que é bem particular e su

O primeiro Natal vivendo em outro país

Cascais, Portugal, 25 de Dezembro de 2018.

Agora são exatamente 17:56. Marcelo está na cozinha preparando o jantar enquanto Benjamim assiste um filme que, teoricamente, era para Nina (porque ela escolheu, mas correu para cozinha quando o pai perguntou: "quem quer ajudar o papai a fazer o jantar?" Joaquim, claro, foi também!)

Quero falar sobre ontem, quando iniciamos nossas comemorações natalinas

O que aprendi até aqui – 3 meses vivendo em Portugal

Três meses e alguns dias vivendo em Portugal com sabor de vida inteira e com muita história para contar!

Quando mudamos para outro país, é como um renascimento. Tudo novo (de novo). As mínimas coisas importam, os mínimos detalhes, antes passados facilmente despercebidos na rotina de anos, agora parecem verdadeiros obstáculos dignos de quem escala o Everest. E aqui estou, escalando um (ou mais de um) Everest por dia. Não tem s