5 meses morando em Portugal (valeu a pena?)

Amanhã completo cinco meses morando em Portugal. Parece pouco, né? Mas nesse tempo vivi uma vida inteira. Para mim, esse lance de tempo cronológico rola mais quando o assunto é relacionado a compromissos, tipo reuniões, coisas de trabalho, consultas médicas, etc, etc... Aliás, sou até bem pontual! Pontualidade, para mim, é sinônimo de respeito com o outro. Mas voltando ao assunto, eu sou mais movida pelo tempo psicológico, aquele que é bem particular e su

O primeiro Natal vivendo em outro país

Cascais, Portugal, 25 de Dezembro de 2018.

Agora são exatamente 17:56. Marcelo está na cozinha preparando o jantar enquanto Benjamim assiste um filme que, teoricamente, era para Nina (porque ela escolheu, mas correu para cozinha quando o pai perguntou: "quem quer ajudar o papai a fazer o jantar?" Joaquim, claro, foi também!)

Quero falar sobre ontem, quando iniciamos nossas comemorações natalinas

A felicidade não está na vitrine

Você sabe o que te faz feliz de verdade? Não estou falando daquela sensação que explode quando compramos algo, por exemplo. Isso, na maioria esmagadora das vezes, é apenas euforia e a gente repetindo o comportamento que a sociedade nos ensinou direta e indiretamente. É uma sensação boa? Claro que sim! Mas passa rápido. Por isso as pessoas compram, compram, compram e compram... Tentando sentir essas explosões. Se isso fosse felicidade, basta

Use a neurociência para ser mais feliz! (Guia prático com 3 etapas)

"Não é tarefa fácil ser sempre assim, tão positivo e feliz." "Ai, que saco ter que estar sempre sorrindo, isso não existe! É coisa de maluco!" Eu poderia escrever um post inteiro só com afirmações como estas, ou melhor, poderia dedicar um blog inteiro ao pessimismo e a esses achismos carregados de energia negativa. Maaas, pra quê, né? O mundo já