Quem nunca fez uma dieta maluca na vida tentando emagrecer aqueles quilinhos indesejáveis? E eu estou sendo muito generosa quando falo em apenas “uma” porque, né? A verdade mesmo é que esse número é beeeem maior! Chega de fazer esses sacrifícios para o seu corpo e, principalmente, para sua mente e para a sua autoestima.

Aqui eu vou te mostrar cinco passos infalíveis para você alcançar o corpo dos seus sonhos. Dúvida? Leia até o fim e depois me diga o que achou.

Primeiro Passo – Como anda a sua mente?

Aí você lê esta pergunta aí em cima e se questiona, o que tem a ver a mente com isso tudo?? O post não é sobre o corpo? Sim, claro. Existe algo muito maior e mais poderoso do que qualquer dieta e do que qualquer exercício físico: é a sua mente. Se ela não muda, nada adianta. Nem pro seu corpo, nem pra coisa alguma. Nós somos uma mente com um corpo, não o contrário. É o nosso pensamento que domina tudo.

Captou? E então, como anda a sua mente? Quando foi a última vez que você respirou fundo, oxigenou suas ideias e fez algo que você realmente curte fazer?

Mais uma, de zero à dez, qual nota você dá para o seu corpo? O quão você se sente satisfeita com ele? Seja generosa consigo, 99,9% do que a gente vê por aí é photoshop, garota, não se engane!

Cuide primeiro das suas ideias e do seu pensamento, uma atitude mental positiva realiza pequenos milagres diários. Experimente!

Segundo Passo – O teste do espelho

Vou propor um exercício bem legal e simples. É o seguinte, em um momento que você tenha 5 minutinhos livres, vá na frente do espelho, preferencialmente um que dê para ver o corpo todo e mais preferencialmente em um lugar tranquilo (tipo em casa mesmo, no seu quarto ou algo assim), olhe bem dentro dos seus olhos, respire fundo e com calma vá passando o olhar por todo o seu corpo… Olhe-se nos olhos de novo e afirme para si mesma o quão linda você é, em voz alta. Na sequência enumere 3 qualidades suas. Isso mesmo, não se intimide, pode ser qualquer coisa, as primeiras que vierem na mente, ex.: “sou muito comunicativa, sou simpática, sou super fod* no meu trabalho, danço bem, sei desenhar, sou honesta, sou companheira, sei trocar pneu de carro, gosto de fazer as pessoas rirem”… Permita-se apreciar suas qualidades, tudo é permitido, então se jogue! No fim, dê um super abraço em você mesma.

Parece bobo? Ok, confesso que sim. Mas se a gente não reconhece nossas qualidades e se a gente não as valoriza, por que os outros o farão?! O amor, o reconhecimento e a aceitação da nossa individualidade começam em nós. Pratique!

Terceiro passo – Somos resultado do que ingerimos

Nesse mundo cheio de imediatismo, internet e fast food, a gente acaba ingerindo tanta bobagem e nem se dá conta disso. Quando eu escrevo ingerir, eu me refiro a comida e a informações, sensações, pessoas, tudo.

A gente come sem pensar direito se aquele alimento vai alimentar nosso corpo, se vai saciar nossa fome, se vai nos fazer mal… Geralmente a pressa e a gula falam mais alto. O mesmo vale para o consumo, visto que raramente as pessoas param para pensar se realmente precisam daquilo que estão prestes a adquirir. Por que você está comprando mais este par de sapatos, uma bolsa, um novo celular?? Outra, tanto tempo nas redes sociais e… O que elas estão agregando para sua vida?

A lista de perguntas é enorme, acredito que estas já deram para você entender o que quero dizer… Não? Explico.

Tudo na vida pode ser aprendido, praticado até se tornar um novo hábito. Sendo assim, se algo te incomoda, se te insatisfaz, pense em saídas simples. Mudar da água pro vinho dificilmente vai surtir efeito em longo prazo. Exemplo: se alguém quer aprender a correr (esse exemplo sou eu!) não pode simplesmente acelerar o passo e sair correndo 10 quilômetros por aí assim, do dia pra noite. Existe um processo gradativo, lento e progressivo. Um passo de cada vez, uma etapa por vez respeitando seu corpo e desafiando-o também, mas tudo em equilíbrio. Mudanças duradouras requerem esforço, dedicação e TEMPO. É aqui que o imediatismo morre. Se você deseja algo, esteja disposto a dedicar seu tempo a isso. Primeiro plantamos, cultivamos e só no fim colhemos. É a vida, paciência.

Quarto passo – Amor

Você alguma vez já se produziu toda para um evento, todo mundo te achou linda, mas você se olhava no espelho e não se achava essa coca-cola toda? Pois é, a beleza é algo subjetivo demais e, principalmente, é uma “alegria interna”, como um foguinho dentro da gente, que quando está aceso, aquece e ilumina por onde a gente passa. Tipo aqueles dias que a gente acorda, veste a primeira roupa, sai de casa e arrasa. Por que a gente se sente linda. E sentir-se bem é melhor e mais poderoso do que qualquer mega produção.

O nome desse fogo que se acende dentro de nós é o tal do amor próprio. Alimente sempre essa chama dentro de você. Como? Isso rende outro post. Na verdade, rende um livro! Acho até que uma livraria inteira dedicada ao tema ainda não seria suficiente. Hahahaha

Enfim, ame-se, ame-se, ame-se!! Você é linda exatamente do jeito que é! Viva e aprecie todas as suas particularidades, todos as suas qualidades e defeitos, todas as suas curvas, o cabelo desgrenhado e o good hair day. O lindo, o que causa encantamento é exatamente essa coisa meio que inexplicável, esse “tchan”, esse “algo mais” que alguns poucos têm. É o amor próprio. Vai por mim, só você pode te fazer feliz!

Quinto passo – Mude porque você ama seu corpo e não o contrário

A maioria das pessoas procura uma academia ou fazer uma dieta porque estão infelizes com seus corpos, porque querem ficar igual a fulana.

Vou propor uma nova maneira de pensar, juro que essa é bem mais divertida! Seguinte, logo de cara você vai esquecer essa fulana. Ok, ela pode servir de inspiração, mas ela é ela e você é você, ou seja, vocês nunca serão iguais. Que chatice ser igual a alguém, respeite seu DNA, girl! Agora vem a melhor parte, faça dieta, vá para a academia, mexa-se, exercite-se, mas não porque você não gosta do seu corpo e sim porque você o ama e quer ver aflorar a melhor versão dele! A melhor versão do seu corpo reflete a melhor versão de você. E como se consegue isso? Se amando, se conhecendo, se aceitando, se respeitando… Assim, tudo flui, a mente e o corpo entram em sintonia e alcançamos o equilíbrio, ele é a chave de tudo.

Esse provavelmente é o “manual” mais inusitado que você já leu sobre ter o corpo dos sonhos. É que, na verdade, o corpo dos sonhos é o seu. Ele é a sua casa, faz parte da sua identidade nessa jornada que chamamos vida. Cuide bem dele, trate-o com carinho, ele é um presente e é seu, só seu.

Se quiser se abraçar mais uma vez… Fique à vontade, você merece os melhores abraços do mundo!

Beijos e até!

1 Comentário

  1. Lindo texto, me fez refletir !