Empatia. Taí uma palavrinha que “tá na moda”. Agora vejo direto nas redes sociais todo mundo falando empatia isso, empatia aquilo… Mas na real, você sabe o que é empatia? Melhor, você sente empatia? Pratica, exercita essa palavrinha no seu dia a dia?

Empatia, em definição, é a “capacidade de compreender o sentimento ou reação da outra pessoa imaginando-se nas mesmas circunstâncias. Ou seja, é saber se colocar no lugar do outro. Simples no verbo escrito, agora vamos para a ação!

Primeiro busque entender as razões pelas quais alguém fez uma escolha ou tomou uma certa atitude. Cada ser humano é um universo diferente. Ninguém é igual a ninguém. Existem semelhantes, claro, mas iguais não. Somos, por natureza, seres diversos, plurais, cada um com suas particularidades e eu acho isso simplesmente incrível e fascinante! Agindo assim, talvez aquele julgamento que você muita vezes faz no automático não aconteça, talvez você compreenda os motivos da pessoa. Veja bem, estou falando em compreender, o que é bem diferente de concordar, ok? Muitas vezes não concordamos com a opinião do outro, mas nem por isso deixamos de compreendê-lo, muito menos de estender uma mão amiga quando for preciso.

E agora vem uma revelação bombástica! Txaraaaaam…!

A empatia é um sentimento que pode ser desenvolvido, exercitado. Não necessariamente é algo que nasce com a gente, podemos desenvolvê-la! Legal, hein?! É um exercício que pode ser feito diariamente, até se tornar um hábito. Quando se torna um hábito, é aí que a mágica acontece! Ao invés de julgar e apontar o dedo pras pessoas, você vai automaticamente se colocar no lugar delas, vai buscar uma compreensão melhor e outra perspectiva dos fatos. A vida não tem apenas dois lados, certo e errado, preto e branco. A vida é colorida, cheia de caminhos diferentes e a empatia faz com que todos esses caminhos sigam em harmonia.

A empatia gera mais respeito ao outro, que gera mais tolerância, que gera mais união, que gera mais amor, que gera um mundo infinitamente melhor. É uma corrente do bem que se difunde em PG (quem lembra disso?).

Se a empatia pode ou não salvar o mundo, disso eu não sei. Mas com certeza ele se transformará num lugar muito melhor para viver. Faça sua parte, eu faço a minha e de semente em semente, o jardim vai ficando mais florido e o mundo mais bonito.

Beijos e até!