Faz um tempo desde a última vez que parei para escrever aqui. A pausa tem um motivo, um não, dois!

Vou explicar tudo da maneira mais rápida e didática possível, mas tenho quase certeza que os hormônios vão interferir.

Vamos lá!

2015 chegou e com ele todos os meus planos profissionais em prática, cabeça fervendo de ideias, muita coisa boa acontecendo, tudo muito bem planejado e executado com maestria. E eu pensando, esse ano vai ser O ano! Cursos, especializações fora do país, novo escritório, artigos publicados em livros… Esses eram alguns dos feitos e quase feitos em Janeiro de 2015.

E o que aconteceu?? Bem, de repente veio uma vontade, um desejo maior que eu ressurgiu… Não sei bem explicar o que senti, só sei que bem ali, no primeiro mês do que eu acreditava ser O ano (profissionalmente falando), veio algo maior que tomou conta de mim, o pensamento que ocorreu foi: “quero ter outro filho e quero já!”. Pois bem, pensei com meus botões da seguinte maneira, “vou tentar só esse mês, se não der certo, deixo pro ano que vem”. E foi assim que eu consegui o que há muito eu vinha desejando, mas como não havia obtido “sucesso”, resolvi mudar de planos e tcharaaaaaam…! Eu engravidei!! E a melhor parte? De GÊMEOS!! Pra ficar mais perfeito ainda, são um menino, Joaquim, e uma menina, Guilhermina.

Eu, Guilhermina e Joaquim. Abril de 2015, Château de Fontainebleau, France.

Eu, Guilhermina e Joaquim. Abril de 2015.

Estamos ótimos! Os bebês estão crescendo e se desenvolvendo como manda o figurino. Nunca me senti tão linda, tão feliz, tão realizada, tão plena!

Quando eu tirei o foco e parei de insistir em tentar engravidar, minha vida fluiu, meu corpo e mente relaxaram, a natureza seguiu seu curso e eu consegui, finalmente! Não estou dizendo que isso vale para todos. A vida não tem manual, é cada macaco no seu galho mesmo, cada corpo e mente são um universo único.

Hoje resolvi abrir um pouco da minha vida pessoal para tentar explicar que nem sempre as coisas acontecem como planejado ou como gostaríamos que acontecessem. E o que fazer diante disso? Tente SEMPRE ver o lado positivo e siga em frente. A vida é uma constante transformação e é daí que vem a graça e a beleza de tudo.

Se algo que você insiste muito não está dando certo, seja na vida pessoal ou profissional, dê um tempo a si mesma, respire fundo, mude o foco que, quando você menos esperar ou a solução virá ou aquilo não terá mais a mesma importância para você. Novos sonhos, novos projetos surgem e antigos também podem ressurgir quando menos esperamos. Manter a mente e o coração abertos é a chave para não apenas sobreviver nesse mundo maluco de hoje, mas viver, aproveitar e apreciar cada momento.

Atualmente eu deu um ˜pause˜ na vida profissional e estou saboreando cada momento do meu universo de grávida. Estou me permitindo viver esta fase, sem neuras, sem culpas, apenas vivendo um dia de cada vez. Os planos profissionais podem esperar mais um pouquinho, agora eu sou toda de Benjamim (hoje com 04 anos, meu filho “mais velho” – o big brother, como ele adora ser chamado), Guilhermina e Joaquim (meus bebês que ainda estão no meu forninho, hoje com 20 semanas de gestação).

Não foi uma decisão fácil, confesso, principalmente porque hoje em dia a sociedade nos cobra que façamos tudo e nesse tudo inclui uma vida profissional super ativa. Pois bem, a sociedade vai ter que se virar sem mim, não dei atenção à sua opinião e segui meu coração. Foi a melhor coisa que fiz na vida!

O o que eu havia planejado acabou não acontecendo, mas a vida me deu dois limões e eu fiz a limonada mais deliciosa do mundo. E você, fica frustrada? Segue adiante? O que você faz e o que você sente quando seus planos não saem como esperado?

Beijos e até!

2 Comentários

  1. Mais um belo texto Laise.
    Independente da situação, siga em frente focando no lado positivo.

  2. Adorei o post, muito interessante. Parabéns, Tereza! Abraços.