Pra quê planejar se vou me frustar?

Eu já disse o quanto pode ser frustrante planejar e as coisas não saírem como esperamos? Acredito que nem preciso dizer que é MUITO frustrante porque certamente você já deve ter passado por isso na vida (mais de uma vez, inclusive).

E o que é que a gente faz então? Não planeja mais? Deixa as coisas acontecerem e pronto? Território delicado esse... Mas, na minha opinião, a gente continua sonhando e planejando sim. Sempre! O

O desafio de viajar com crianças

Desde que soube que estava grávida de gêmeos, uma das primeiras coisas que pensei foi: vai demorar para eu conseguir viajar e também VAI SER INCRÍVEL VIAJAR COM AS CRIANÇAS (quando elas estiverem maiores, claro). Se a rotina já é puxada, imagina uma viagem com os 3 filhos? Sem o tempo da escola (horário que me dedico ao trabalho e, quando dá, ao meu lazer), sem minha rede de apoio (benditos sejam os meus pais, pois desconheço um avó e um avô mais carinhos

Ser mulher (ainda) dói

Quantas vezes fui questionada, julgada? Quantas vezes me olharam torto, fizeram cara feia? Quantas vezes me senti menos, me senti pequena, humilhada e triste muito triste? Muitas. Tantas que perdi as contas. E porquê? Para falar a verdade eu nem sei bem a razão. Mentira, eu sei sim!

Você já sacou do que eu estou falando? Estou falando de viver, fazer escolhas, seguir meu coração, ir em busca do que eu acredito que seja o melhor

O dia em que descobri que morte e perda não andam juntas

Nem sei direito por onde começar, afinal de contas falar sobre algo tão forte, tão "pesado" não é uma tarefa fácil... Estou falando dela, da irremediável, da temida, da indesejada, da única certeza que temos na vida. Sim, é ela mesmo, a morte.

Escrever sobre a morte, para mim, que acredito que a vida terrena é apenas uma experiência das muitas que experimentamos, pode até ser difícil, mas nem tanto. Para continuar, vou (